Quarta-feira, 24 de Setembro de 2008

Feiras Novas 2008 em Ponte de Lima

 

 blue.gif

 

Uma pequenina amostra daquilo que se viu no cortejo etnográfico que deliciou muitos milhares de forasteiros.

 

 

 

Uma vez mais, numa das lindas terras do Minho, as Feiras Novas de 2008, proporcionaram dias e noites de alegria e confraternização, como só o povo do norte sabe fazer. Então se falarmos de alegria contagiante, com notoriedade para as rusgas de concertinas ao desafio ou desgarrada, como cantando as suas modas contagiantes, que levam mesmo o forasteiro menos avisado ou habituado a este ambiente a, sem se dar por isso, ao som de alegria imensa do toque das gaitas, concertinas, acompanhar o movimento daqueles milhares de bailadores ou dançarinos, e logo se dão conta que ali a dança e o som é mesmo outra coisa!!!

 

Vi pessoas, muitas, que dizem ter visto pela primeira vez uma romaria destas e ficarem simplesmente com vontade de voltar para o ano.

 

 

Poderíamos muito bem imaginar aqui, três gerações no mesmo momento, no mesmo sitio, na mesma alegria de participar numa romaria onde novos e menos novos, manifestam de igual modo a sua vontade de mostrar como é

 bom e bonito manifestar as suas emoções num dia tão especial.

 

Poderia ser a avó e a neta, que bons anos depois já aqui está para dar continuidade a uma romaria que vem de tão longe no tempo.

 

Oiçam só esta deliciosa passagem:

 

Na nossa deambulação por entre tantos grupos de concertinas que atraiam tudo e todos, e em cada um dava para ficar a ver e ouvir, porque são sempre diferentes, a dado momento, das milhares de pessoas que se movimentam à nossa frente, vão a passar devagar duas jovens, bonitas o que não é difícil nestas terras e, ao passar à nossa frente, na sequência do que vinham falando, uma diz, com um ar simplesmente radiante;

 

"Não há dinheiro, mas há alegria..."

 

 

Esta gente que muito trabalha, com a natureza um pouco contra, pois tem mais chuva e frio do que no resto do país.

 

Porque tem fé e tem ancestralmente o culto da religião, reza, canta e chora...

 

Mas como todos sabem, nas suas festas, mesmo aquelas só das sua aldeias, canta e mostra como ninguém uma invulgar alegria, e nota-se o lindo som e toque da concertina, e outros instrumentos.

 

No sábado o dia esteve bom até ao fim da tarde, o cortejo foi uma maravilha de manifestação da sua cultura.

 

Á noite, começou a chover e só quem esteve lá pode realmente ter a noção de como se vive estes acontecimentos.

 

Mesmo chovendo, os grupos de concertinas e paralelamente grupos onde se dança e se dá largas a uma alegria contagiante, cada grupo com um toque e modas diferentes, a noite continua e continuam a descer por todos os lados grupos e mais grupos de gente de todas as idades, que fazem fervilhar o ambiente com aquele som agradável das gaitas vs CONCERTINAS, habilmente manejadas.

 

blue.gif

 

Vejam uma das muitas pérolas que a concertina ajuda a encher o ar de gozo:

 

Menina que está dormindo

entre dois lençóis de linho

viradinha prá parede

com a mão no passarinho

 

E tantas outras com este ar brejeiro que inevitavelmente pede que o tempo passe devagar.

 

Bem haja toda esta gente por ser assim feliz e proporcionar a quem os visita estes momentos de boa disposição, que todos bem necessitam.

 

Obrigado Ponte de Lima, até para o ano.

 

blue.gif

 

  

 

 

 

 

 

 

 

Aqui e na esperança de para o ano voltar e aproveitar melhor ainda estas manifestações, fico com a lembrança das duas de muitos milhares de meninas que como as desta história sentem que não vale muito a pena cair na lama só porque um punhado de makakos estúpidos e vigaros, fazem com que muitos não consigam perceber a mensagem delas, em última instância:

 

"NÃO HÁ DINHEIRO, MAS HÁ ALEGRIA".

 

Eu saúdo as pessoas como estas que pensam que talvez venham por aí dias melhores.

 

Até lá, façam como as gentes do Minho, vivam com alegria, mesmo que a porca da vida não seja tão boa de momento.

 

Até sempre.

 

blue.gif

 

PS:- Se passarem em Ponte de Lima, não se esquivem a parar um momento nos "TELHADINHOS".  Depois não veham dizer que não os avisei.

Sinto-me...:

Rabiscado por > Paraquedista às 11:08
Link do post | Sala de visitas
De Jofre de Lima Monteiro Alves a 4 de Outubro de 2008 às 22:10
Passo com prazer para rever estas excelentes imagens e vídeos que retratam a alma minhota. Boa semana com tudo de bom.


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.


MISSÃO IMPOSSIVEL

POSTS RECENTES

"Concertinas no Minho"

FESTA DAS ROSAS - Vilar d...

FACEBOOK

2013 - VOTOS DE UM BOM AN...

BOAS FESTAS

Festa da cereja 2011 - Al...

O primeiro voo dos "meus ...

Os bébés paraquedistas...

Aviso sério...

Lua cheia em perigeu-19MA...

LINKS

pesquisar

 

Armazém Geral

Fevereiro 2018

Maio 2013

Dezembro 2012

Dezembro 2011

Junho 2011

Maio 2011

Março 2011

Novembro 2010

Outubro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Janeiro 2010

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

subscrever feeds